A Sociedade de Águas de Moçambique (SAM), proprietária da Marca "Água da Namaacha", iniciou as comemorações da quadra festiva oferecendo um almoço, presentes e "Água da Namaacha" aos Idosos do Centro de Acolhimento de Lhanguene.

Foram cerca de 90 pessoas, entre idosos, funcionários do Centro de Acolhimento de Lhanguene e jornalistas, que se juntaram à festa, que foram agraciados com esta acção da "Água da Namaacha" e viveram um dia diferente, de alegria, longe das habituais preocupações e privações quotidianas, deliciando-se com um farto e saboroso almoço, convivendo e recebendo os presentes que a "Água da Namaacha" lhes ofereceu.

Foi num ambiente de muita alegria e até alguma emoção que vários idosos residentes no Centro de Acolhimento de Lhanguene agradeceram o gesto da "Água da Namaacha" referindo que, “em vários anos de residência no Centro, nunca tínhamos tido a oportunidade de viver um dia assim”, “viva a Água da Namaacha, pela alegria que nos trouxe e pelo dia de felicidade que nos ofereceu!”, exclamaram alguns dos idosos residentes no Centro de Lhanguene.

A Senhora Linda Sitoe, Directora do Centro de Acolhimento de Lhanguene, afirmou que este dia foi histórico para a instituição, pela alegria e felicidade vividas por todos os seus integrantes, idosos e funcionários, agradecendo à Água da Namaacha por se ter lembrado do Centro e proporcionado uma festa de grande dimensão para a realidade daquela comunidade.

Linda Sitoe, referiu ainda que “empresas como a Água da Namaacha são motivo de orgulho para Moçambique e são um grande incentivo para que continuemos a trabalhar para ajudar aqueles que mais precisam.” A Directora do Centro de Acolhimento de Idosos de Lhanguene apelou para que outras empresas sigam este exemplo e para que todos os cidadãos moçambicanos, no seu dia-a-dia, tentem ajudar o próximo, para tornarem Moçambique um país melhor e mais solidário, a exemplo do trabalho que tem sido levado a cabo pela "Água da Namaacha".

Sulaida Guambe, em representação da "Água da Namaacha", mostrou-se honrada pela receptividade que a comunidade do Centro de Idosos de Lhanguene teve em relação a este dia de festa e convívio, afirmando que a Sociedade de Águas de Moçambique iniciou, com esta acção de responsabilidade social, o seu trabalho com as comunidades de idosos mais carenciadas, convidando outras instituições similares a aproximarem-se da Sociedade de Águas de Moçambique para que a abrangência destes apoios seja crescente.

"Até agora, as nossas acções sociais centravam-se fundamentalmente nas crianças e jovens carenciados, o que vai continuar a acontecer cada vez com mais intensidade, mas a partir de hoje também queremos apoiar, dentro das nossas possibilidades e das necessidades específicas de cada instituição, as comunidades de idosos do nosso país, pois trata-se de pessoas que trabalharam toda uma vida em prol de Moçambique e merecem amor e carinho nesta fase das suas vidas, de forma a que a mesma seja o mais confortável possível", referiu Sulaida Guambe, finalizando afirmando que, "é isto que a Água da Namaacha entende ser de justiça para os nossos Pais e os nossos Avós e é isto que a Água da Namaacha vai fazer, de forma crescente, dia após dia, mês após mês, ano após ano!"